O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

segunda-feira, 12 de julho de 2021

Secretário de Saúde critica festas clandestinas e aglomerações na Paraíba: ''a pandemia não acabou''

 Após a polícia encerrar duas grandes festas clandestinas no interior da Paraíba nesse fim de semana, uma delas com cerca de mil pessoas, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, criticou as aglomerações. ''É por causa dessa parcela da população, que não colabora, que precisamos tomar medidas restritivas'', afirmou em entrevista ao ClickPB.

De acordo com o secretário, desde o início da pandemia uma parcela da população se recusou a colaborar, cumprindo as medidas de distanciamento social e o uso de máscaras. Isso contribuiu para que medidas restritivas como o fechamento de parte do comércio fossem necessárias.

Embora os números relativos à pandemia de Covid-19 tenham melhorado muito na Paraíba, com a maior parte dos municípios na bandeira amarela e nenhum na bandeira vermelha, o secretário destacou que isso não é motivo para relaxar os cuidados. ''As pessoas tendem a ver o número de mortes caindo, as internações caindo, e achar que a pandemia acabou, aí depois são surpreendidas por um aumento de casos'', comentou o secretário.


''Foi o que aconteceu em Israel, que suspendeu o uso de máscaras prematuramente e depois teve que voltar. Aconteceu no Chile, no Reino Unido'', listou. ''Esse cenário da Eurocopa, por exemplo, é uma tragédia, as pessoas aglomeradas comemorando, gritando, sem máscara. O Reino Unido tem 51% da população vacinada com as duas doses, mas é preciso ter pelo menos 70%'', argumentou.

Geraldo Medeiros disse que aguarda uma sinalização do Ministério da Saúde para saber quando chega o próximo carregamento de vacinas para o estado e quantas doses serão enviadas, e dessa forma dar continuidade à vacinação contra a Covid-19 na Paraíba.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................