O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

quarta-feira, 16 de junho de 2021

Medida prorroga suspensão do corte de energia de famílias carentes

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu, nesta terça-feira (15), manter a decisão de suspender o corte de energia por inadimplência dos consumidores de baixa renda em todo o Brasil.

A medida, que se encerraria no dia 30 de junho conforme a Resolução Normativa 928/2021, seguirá em vigor até 30 de setembro de 2021 para os consumidores da tarifa social de energia elétrica, contemplando aproximadamente 12 milhões de famílias.

A decisão, além de assegurar a preservação do fornecimento aos consumidores mais vulneráveis, objetiva uniformizar o tratamento a ser aplicado pelas distribuidoras de energia elétrica, uma vez que governos locais têm emitido decretos para abordar questões associadas ao fornecimento de energia, inclusive tratando questões relacionadas à suspensão.

Na Paraíba, por meio de nota, a Energisa informou que cumprirá a determinação da Aneel. Veja:

Nota

A Energisa cumprirá a determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de não realizar cortes por inadimplência dos consumidores de baixa renda até 30 de setembro deste ano. A empresa ressalta que o serviço será mantido com qualidade aos clientes sem que haja comprometimento. Além disso, a Energisa informa que o faturamento continuará sendo realizado normalmente e destaca o apelo feito pela agência reguladora para que os clientes que puderem mantenham seus pagamentos em dia, já que a medida visa garantir a continuidade do fornecimento àqueles que, em razão da sua vulnerabilidade, não podem pagar a conta de luz. Atualmente, a Energisa tem cerca de 1,5 milhão de clientes vinculados ao programa da tarifa social nos 11 estados onde atua na distribuição de energia elétrica. Para o atendimento aos clientes, a Energisa disponibiliza seus canais digitais, como a Gisa WhatsApp (83 9135 5540), o aplicativo Energisa ON e o site energisa.com.br, além do call center (0800 083 0196).

T5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................