O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

domingo, 5 de agosto de 2018

Ex-jogador do Corinthians e Palmeiras é preso em SC por não pagar pensão alimentícia

O ex-jogador Edílson "Capetinha", que já jogou no Corinthians e Palmeiras, foi preso na tarde deste sábado (4) em Rio Negrinho, no Norte, por não pagar pensão alimentícia. O atleta iria participar de um jogo e jantar festivo. Além dele, o ex-jogador do Corinthians Marcelinho Carioca estava confirmado no evento.

Edílson foi encaminhado para o Presídio Regional de Mafra, também na região Norte do estado. Segundo o delegado Rubens Almeida Passos de Freitas, o atleta foi preso por volta das 13h deste sábado em uma pousada da cidade.

Ainda de acordo com ele, Edílson não ofereceu resistência ao mandado expedido pela Vara de Família de São Paulo e fez contato com o advogado.

O ex-atleta comentou com as autoridades que o valor cobrado de pensão seria de R$ 110 mil.

Veja mais notícias da região no G1 SC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

.....................................................

.....................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

.

.

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................