O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

terça-feira, 24 de julho de 2018

“Quero olhar nunca mais pra cara da minha mãe”, diz menino de 7 anos após ser agredido

Uma mulher de 26 anos foi detida pela polícia na noite desta segunda-feira (23). Ela foi denunciada pelo ex-companheiro por supostamente ter agredido o filho do casal, que possui apenas 7 anos. À equipe da Rede Tambaú de Comunicação (RTC), a polícia reportou que eram por volta das 19h quando os militares foram acionados para atender uma informação sobre agressões físicas à uma criança.

O caso aconteceu no bairro do Costa e Silva, na região Oeste de João Pessoa. Ainda segundo os policias, o casal (atualmente separado) possui quatro filhos e neste final de semana as crianças ficaram sob a guarda do pai. Ao buscá-los nesta segunda, a mulher se deparou com a negação de retorno dada por um dos filhos.

Irritada, ela teria levado a criança à força e agredido fisicamente. Fotos realizadas pela repórter Pollyana Sorrentino mostram ferimentos pelo corpo da vítima. Aparentemente o garoto foi alvo de unhadas, socos e tapas.

O que disse a suspeita

Em entrevista, a mulher negou as acusações. Ela foi conduzida à Central de Polícia, prestou depoimento e responderá o caso em liberdade.

Versão da criança

À equipe da RTC, o garoto informou que foi agredido pela mulher. “Quero olhar  nunca mais pra cara da minha mãe”, alegou. Às 21h51, o menino permanecia na Central de Polícia, onde, após exames, deveria ser entregue e ficar sob a guarda do pai.

T5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

.....................................................

.....................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

..

..

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................