O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Brinquedo reduz estresse de crianças em hospital

Deixar as crianças mais à vontade, tranquilas, confiantes e enxergando o ambiente hospitalar como um local que vai “curar o seu dodói”. Para isso, o Hospital Alberto Urquiza Wanderley, unidade da rede própria da Unimed João Pessoa, na Paraíba, implantou o Brinquedo Terapêutico.

O projeto é uma técnica que utiliza brinquedos, historinhas e até os próprios insumos do tratamento para dar mais confiança aos pequenos pacientes e seus acompanhantes. A finalidade é que a criança aceite e contribua com a recuperação da saúde.

As brincadeiras permitem ao profissional a compreensão dos sentimentos da criança, fortalecendo o vínculo da equipe com toda a família. Durante o processo, as crianças recebem informações, de forma lúdica, sobre o processo pelo qual passarão.

Crianças em pré-operatório, as que irão fazer exames de imagem como tomografia e ressonância, pacientes oncológicos ou que apresentem maior dificuldade em aceitar o treinamento são os principais públicos do projeto.



Cuidado especial

O atendimento é individualizado. A equipe percebe o que cada criança precisa para aplicar as técnicas. Dependendo do caso, é contada uma história, para esclarecer o que é uma cirurgia, por exemplo. Em outros, são usados brinquedos adequados para o procedimento e faixa etária.

Batas coloridas, adereços, fantoches e jogos são utilizados pelos profissionais. E o interessante é que todos da equipe multiprofissional participam: enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, assistentes sociais e farmacêuticos.

Há ainda uma atividade semanal na Brinquedoteca, que segue um cronograma anual. Isso porque foi percebida a necessidade de todos os profissionais multidisciplinares terem este momento com as crianças.

MaisPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

.....................................................

.....................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

..

..

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................