O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

quarta-feira, 7 de março de 2018

Vereador quer limitar horário do ‘carro do ovo’ justificando poluição sonora

O vereador do Recife Romero Albuquerque (PP) enviou à Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) um requerimento para que sejam fiscalizados os veículos que usam propaganda sonora no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul, a exemplo do “carro do ovo”. O assunto foi discutido na reunião plenária da última segunda-feira (5).


Para o vereador, é preciso fiscalizar a atuação dos anunciantes e combater a poluição sonora e evitar transtornos, principalmente na região da Avenida Boa Viagem e ruas paralelas.

“Quero pedir que a CTTU tome alguma providência em relação aos carros que passam pelas ruas fazendo divulgação de produtos como ovos. É de manhã, das 6h, até à noite. Os moradores estão com dificuldades. Não quero prejudicar o comércio de ninguém, mas é preciso regulamentar horários. E será que esse som não está mais alto que o normal”, questionou Romero Albuquerque.

Na justificativa do requerimento, Romero ressalta a importância do silêncio. “Sem o silêncio, o cidadão dificilmente encontra paz interior, inclusive para dormir, pensar e exercer a sua criatividade”, argumentou.

Jornal do Commercio

Share this:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

.....................................................

.....................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

.

.

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................