O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

segunda-feira, 12 de março de 2018

Mídia nacional aponta que Cássio poderá imitar Ronaldo e abrir espaço para que Pedro se lance ao governo do estado

A coluna ‘Radar’, da Veja, especulou nesta segunda-feira (12) a possibilidade do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) de abrir mão da disputa à reeleição para possibilitar uma possível candidatura do deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) a governador.

Veja o que diz a postagem: Caso de política: para o filho ganhar, pai precisa ‘perder’ Vice-presidente do Senado, o tucano Cássio Cunha Lima tem uma reeleição razoavelmente tranquila para este ano – considerando apenas seu próprio potencial eleitoral.

Um “problema”, porém, se anuncia. E está dentro da casa da excelência. O filho dele, deputado Pedro Cunha Lima, começou a ser cotado para disputar o governo do estado.

Caso a candidatura de Pedro se confirme, Cássio precisará contentar-se com voos mais modestos, em outras palavras, abrir mão do Senado e concorrer a uma vaga na Câmara.

E assim o fará, repetindo o gesto de seu pai, que se elegeu deputado, em vez de senador, para que o filho governasse a Paraíba, em 2003. Fonte: Paraíba.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

.....................................................

.....................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

.

.

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................