O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

sexta-feira, 9 de março de 2018

Homem que matou esposa com mais de 20 facadas é achado morto em presídio

O detento Ivanildo Júnior foi encontrado morto, na manhã desta sexta-feira (9), na Penitenciária Padrão de Santa Rita, na Grande João Pessoa. Ele era o assassino confesso da esposa, Joseane França de Lima. A mulher foi morta com mais de 20 facadas, no dia 18 de fevereiro.

Segundo o diretor da penitenciária, Cícero Gonçalves, uma corda foi encontrada junto ao corpo de Ivanildo, o que aponta para a hipótese de suicídio. Ainda assim, uma perícia será realizada para confirmar a causa da morte. Ivanildo dividia cela com outros presos – todos enquadrados na Lei Maria da Penha – e estes devem prestar depoimento à polícia.

À TV Correio, o diretor da penitenciária informou ainda que Ivanildo não recebeu visitas de familiares durante o tempo em que esteve sob regime carcerário. Uma filha do suspeito havia concluído recentemente o cadastro para ter direito a encontros com ele.

Poucos dias antes do crime, Ivanildo havia postado ameaças a esposa no Facebook. Ao ser preso em flagrante, Ivanildo disse que decidiu assassinar Joseane após descobrir uma traição. Ele foi preso em flagrante, ainda dentro da casa onde aconteceu o crime, em Santa Rita, e com o corpo sujo do sangue da companheira.

O corpo de Ivanildo Júnior foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Campina Grande.
Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

.....................................................

.....................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

..

..

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................