O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Síndrome ‘mão, pé e boca’ afeta crianças em JP; veja como evitar

Infecção de garganta com febre alta, vômitos e bolhas vermelhas por todo o corpo. Os sintomas são parecidos com os da dengue, mas na verdade também são atribuídos ao vírus cosxackie, conhecido como síndrome mão, pé e boca, que afeta principalmente crianças de até cinco anos.
 Veja abaixo como tratar a doença.

Segundo a enfermeira e diretora da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Augusto Almeida Filho, de Cruz das Armas, Roberta Barros, a doença é causada por um enterovírus, da família dos enterovírus que habitam normalmente o sistema digestivo e também podem provocar estomatites.

“A transmissão acontece entre as pessoas ou com contato com as fezes, saliva e outras secreções ou contato direto com as lesões e, mesmo sendo mais comum em crianças, também pode contaminar adultos que entram em contato com a mucosa ou até as fraldas de uma criança infectada”, explicou a diretora.

O tratamento da síndrome é apenas sintomático, com medicamentos antiinflamatórios ou, se o quadro for grave, medicamentos antivirais. Em geral, os sintomas da síndrome mão, pé e boca desaparecem dentro de cinco e sete dias. Após a melhora dos sintomas, o paciente adquire imunidade ao enterovírus 71, não sendo contaminado novamente.

“É importante que a pessoa procure um médico assim que os sintomas começarem, uma vez que se o vírus não for descoberto a tempo de fazer o tratamento pode evoluir para uma meningite viral, mas apesar dessa possível complicação, é uma doença benigna”, afirmou Roberta Barros.

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

..

..

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................