O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Projeto de Luiz Couto dá nome a prédio do INSS em Alagoa Grande

O Plenário aprovou nesta terça-feira (12) uma série de títulos em homenagem a diversas cidades brasileiras, que agora seguem para a sanção do presidente da República, Michel Temer. A maior parte desses municípios se destaca como polos de produção agropecuária e industrial, entre outros. São produtos que ajudam a projetar essas cidades, sendo também a sua principal fonte de emprego e renda, a exemplo de Castro, no Paraná, que recebeu o título de Capital Nacional do Leite, por meio da aprovação do Projeto de Lei da Câmara (PLC 175/2015).

Com a aprovação do PLC 121/2013, o município gaúcho de Teutônia pode ser oficialmente celebrado como Capital Nacional dos Corais. O município de Anchieta, em Santa Catarina, ganhou a designação de Capital Nacional da Produção de Sementes Crioulas, de acordo como o PLC 120/2013.

O PLC 125/2014 confere ao município de Olímpia, no estado de São Paulo, o título de Capital Nacional do Folclore. E Limeira, outro município paulista, recebeu o título de Capital Nacional da Joia Folheada, concessão prevista no PLC 2/2017.

E o título de Capital do Semiárido foi conferido à cidade de Mossoró, no estado do Rio Grande do Norte, por meio do PLC 126/14.

Já o município de Santa Teresa, no Espírito Santo, conhecido como o precursor da imigração italiana no Brasil, ganhou uma data oficial de comemoração: o dia 26 de junho, previsto no PLC 51/2016.

Rodovias

Títulos concedidos também para rodovias, estradas, viadutos, aeroporto e até para prédio também homenageiam personalidades importantes. O nome do cantor e compositor gaúcho Lupicínio Rodrigues, falecido em 1974, será dado à ponte sobre o Rio Gravataí, construída na rodovia BR-448, em Porto Alegre. É o que estabelece o PLC 43/2017 aprovado nesta terça.

Os senadores aprovaram ainda o PLC 53/2017, que denomina de Rodovia Antônio Carlos Mariani o trecho da BR-265 entre a cidade de Lavras (MG) e o entroncamento com a BR-381 (Rodovia Fernão Dias). E recebeu a denominação de Rodovia General Bento Gonçalves o trecho da BR-116 entre os municípios de Porto Alegre e Jaguarão, no Rio Grande do Sul. O projeto sobre o assunto é o PLC 73/2014.

O trecho da BR-158, que liga as cidades de Santa Maria e Rosário do Sul, ambas no Rio Grande do Sul, terá o nome de Rodovia Doutor Mário Ortiz de Vasconcellos. É o que propõe o Projeto de Lei da Câmara 50/2015.

Já o O PLC 189/2015 denomina como Astésia de Moraes Batista o viaduto construído no quilômetro 488 da Rodovia Régis Bittencourt, no Município de Cajati, em São Paulo.

Passa a se chamar Pioneiro Manoel Revaldaves da Silva o viaduto construído no quilômetro 172,5 da rodovia BR-376 entre as avenidas Colombo e Sabiá, na cidade de Maringá, no Paraná (PLC 163/2015). Também em Maringá, o PLC 157/2015 dá o nome de Elizete Aparecida Romangnoli Piveta Assunção ao viaduto construído na rodovia BR-376, no quilômetro 183,7, cruzamento com a Avenida Colombo.

O aeroporto localizado na cidade de Cruzeiro do Sul, no Acre, terá a denominação de Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul — Marmud Cameli, conforme o PLC 127/2008.

Finalmente, o edifício da Agência do INSS, no município de Alagoa Grande, na Paraíba, ganha o nome de Israel Guedes Ferreira, estabelecido no PLC 85/2014.

Paraíba Rádio Blog

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

.....................................................

.....................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

.

.

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................