O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

‘Superobeso’ da PB perde 230 kg em dois anos de tratamento

Dois anos depois de começar o tratamento contra a obesidade mórbida no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o paraibano Carlinhos, que ficou conhecido como o “Superobeso” já perdeu 230 kg. Carlinhos chegou a pesar 420 kg, mas com o tratamento, está atualmente com 190 kg e já experimenta uma rotina diária bem diferente de anos atrás.

Carlinhos foi transferido para a unidade de saúde pernambucana em julho de 2015. Na época, o paraibano não conseguia andar e foi necessária a ajuda do Corpo de Bombeiros para tirá-lo de dentro de casa utilizando um guindaste e uma maca ultra resistente. O transporte foi feito em uma van, que teve todos os assentos retirados e um colchão colocado no chão para acomodar o rapaz. Com apenas seis meses de tratamento, Carlinhos já havia perdido quase 200 kg.

Ele é acompanhado periodicamente por uma equipe multidisciplinar, composta por clínicos, nutricionistas e uma psicóloga. Segundo a mãe de Carlinhos, Cecília Patrocínio, o filho mantém uma dieta rigorosa e segue perdendo peso. “Eu dou café de manhã com bolachas, às vezes um pouco de cuscuz, batata cozida e frutas, mesmo ele não gostando muito”, explica.


Com a perda de peso, Carlinhos tem experimentado mais qualidade de vida: já consegue caminhar pelas ruas e encontrar roupas que caibam no seu corpo, por exemplo. Um avanço muito comemorado por ele. “Tá ótimo, melhorou, emagreci muito e estou com uma vida normal”, disse.

A equipe médica de Carlinhos já descartou a possibilidade de fazer uma cirurgia de redução de estômago, uma vez que o jovem possui problemas psicológicos e por isso teria muita dificuldade de recuperação no processo pós-operatório.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................