“Não pise em ninguém quando estiver subindo, pois poderá encontrá-los quando estiver descendo.” (Domínio público)

.

.

domingo, 11 de junho de 2017

Flamengo não evolui com mudanças e empata com o Avaí com pênalti anulado

Nada muda no Flamengo. São seis jogos no Brasileiro e uma vitória, completados neste domingo no empate em 1 a 1 com o Avaí, time que ocupa a zona de rebaixamento e só havia marcado um gol. Fora de casa, apenas a mudança de ideia do árbitro em relação a um pênalti marcado contra o Flamengo deu certo, já que evitou a derrota. Foram dois minutos para anular a cobrança que gerou a indicação de um dos assistentes.

Independentemente do lance polêmico, a atuação do Flamengo foi ruim mais uma vez, apesar da entrada de Thiago no gol e Vinicius Junior no ataque. O problema foi em um meio-campo que não criou, resultando em um jogo feio e outro tropeço. Nem o belo gol de Leandro Damião, de bicicleta, foi o suficiente. Já que Juan falhou na linha de impedimento e Rômulo fez para o Avaí.

Na próxima quarta-feira o time encara a Ponte Preta na Arena da Ilha, com Zé Ricardo sem saber se chega até lá. A diretoria banca o treinador, embora a pressão pela troca seja crescente. Ao manter a estrutura do time e o esquema tático, o treinador insiste em uma situação que não vem mais dando certo. Até as substituições não surtiram efeito no jogo. Felipe Vizeu, Ederson e Mancuello, este último um pouco melhor. Conca foi relacionado, mas não entrou em campo. O time melhorou depois de um segundo tempo pífio, mas não o suficiente para vencer.

 Extra Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

................................................................

................................................................

................................................................

................................................................

................................................................

................................................................

...................................................

...................................................

................................................................

................................................................

.................................

.................................

...............................................................................................

...............................................................................................

.......................................................

.......................................................

.

.