“Não pise em ninguém quando estiver subindo, pois poderá encontrá-los quando estiver descendo.” (Domínio público)

.

.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Ministério da Saúde libera R$ 6,2 milhões para três hospitais universitários da Paraíba

Três hospitais universitários da Paraíba vão receber mais de R$ 6,2 milhões em recursos provenientes de um programa de reestruturação gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). O dinheiro foi liberado pelo Ministério da Saúde na terça-feira (2). No total nacional, o valor chega a R$ 189 milhões, distribuídos entre 49 hospitais. 

Conforme publicação no Diário Oficial da União, o montante mais alto destinado à Paraíba (R$ 3.279.457,98) será para o Lauro Wanderley, no campus da UFPB em João Pessoa. O Alcides Carneiro, do campus da UFCG em Campina Grande, receberá R$ 2.178.009,07. Já para o Júlio Maria Bandeira de Melo, no campus da UFCG em Cajazeiras, foi destinado R$ 792.632,69.

De acordo com a Ebserh, a verba prevê o custeio de materiais de uso diário das unidades e investimentos em reformas, obras e aquisição de equipamentos. Os recursos financeiros serão liberados mediante a comprovação da liquidação dos empenhos e têm impactado na abertura de serviços e abastecimento das unidades.

Segundo o presidente da estatal, Kleber Morais, a liberação de grande parte dos recursos destinados para 2017 ainda no primeiro semestre é fundamental para a melhoria dos serviços prestados de forma gratuita, pelo Sistema Único de Saúde (SUS).


“Com esse volume de recursos já no primeiro dia útil de maio, os hospitais ficarão abastecidos e sem inadimplência nos compromissos assumidos e, em alguns casos, poderão dar andamento a planos de trabalho que dependiam de um aporte de capital”, avalia Morais.

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

................................................................

................................................................

................................................................

................................................................

................................................................

................................................................

...................................................

...................................................

................................................................

................................................................

.................................

.................................

...............................................................................................

...............................................................................................

.......................................................

.......................................................

.

.