“Não pise em ninguém quando estiver subindo, pois poderá encontrá-los quando estiver descendo.” (Domínio público)

.

.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Em menos de oito horas, dois homens são presos por agredirem companheiras, no Agreste da PB

Dois homens foram presos, entre a noite dessa quinta (4) e a madrugada desta sexta-feira (5), suspeitos de agredirem suas companheiras, nas cidades de Campina Grande e Gurinhém, ambas no Agreste paraibano.

O primeiro caso aconteceu em Gurinhém, a 75 km de João Pessoa. Segundo a Polícia Militar, que foi acionada por volta das 18h30, a vítima teria sido atingida por socos no rosto e o companheiro ainda teria tentado estrangulá-la.

O homem foi preso em um bar e confessou o crime. Além de confirmar o relato da mulher, ele disse que tentou esfaquear a companheira usando uma peixeira, mas não conseguiu acertar os golpes. O suspeito também disse que tinha intenção de matar a mulher. Ele foi levado para a delegacia de Polícia Civil em Itabaiana.

Já em Campina Grande, o crime aconteceu por volta da 1h58, no bairro Jeremias. A polícia encontrou uma moradora com machucão na cabeça. O ferimento teria sido provocado por socos do companheiro dela. O homem foi detido e levado para a delegacia.

Com o suspeito, a PM ainda apreendeu dois pássaros da espécie galo de campina. Por conta disso, além do crime de violência doméstica e ameaça, ele responderá por crime ambiental.

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

................................................................

................................................................

................................................................

................................................................

................................................................

................................................................

...................................................

...................................................

................................................................

................................................................

.................................

.................................

.......................................................

.......................................................

.

.