O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Câmara Municipal de Guarabira cobra aprovação de PEC das Eleições Diretas

A Câmara Municipal de Guarabira aprovou por unanimidade, na sessão ordinária desta terça-feira (23), o requerimento de autoria do vereador Renato Meireles (PSB), a ser encaminhado à bancada paraibana no Congresso Nacional, que solicita dos deputados federais e senadores paraibanos a aprovação da PEC 227/2016.

A Proposta de Emenda à Constituição tramita na Câmara dos Deputados desde junho de 2016, e prevê eleições diretas no caso de vacância da Presidência da República, exceto nos seis últimos meses do mandato. Atualmente, a proposta se encontra na Comissão de Constituição e Justiça.

Segundo Renato, o pedido foi motivado por denúncias envolvendo o presidente da república, Michel Temer (PMDB), e o senador Aécio Neves (PSDB), ocorridas no último 17. Onde, em gravação, o presidente teria concordado com o pagamento de subornos ao ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

Renato Meireles justificou que, apesar da extensa pauta, a Câmara Municipal não poderia deixar de se posicionar diante da crise política nacional e que deputados e senadores não têm legitimidade para assumir o cargo de presidente.

“São incontestáveis as provas em que o presidente atua em favor da obstrução da justiça. O que queremos, agora, é garantir que o povo decida sobre o futuro do país e isso só se dará mediante eleições diretas. Diante do iminente afastamento do presidente Michel Temer da presidência da república, a Câmara de Guarabira se coloca a favor das eleições diretas, porque o Congresso Nacional não tem a mínima legitimidade de comandar o país”, explicou.

O líder da bancada do PSB na Casa Osório de Aquino, ainda destacou o envolvimento dos presidentes da Câmara e Senado Federal na Operação Lava Jato e dos parlamentares em casos de corrupção, afirmando que “a saída para esta crise institucional são as eleições diretas”.



Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................