O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

sábado, 15 de abril de 2017

MPPB fecha o cerco contra venda ilegal de gás

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) intensificou as fiscalizações contra o comércio ilegal de gás de cozinha (GLP). A Promotoria de Teixeira expediu recomendação nesta semana para que as prefeitura da sua área de abrangência exerçam seu poder de polícia no sentido de proibir a venda ilegal.

A recomendação também é direcionada à Polícia Militar, ao Corpo de Bombeiros e à Policia Civil, para que apurem se os estabelecimentos comerciais do município (bares, postos de gasolina, supermercados, etc.) estão cumprindo as exigências  para a revenda do Gás GLP.

O promotor Dennys Carneiro fixou um prazo de 20 dias para que seja comprovado o cumprimento da recomendação.

Cópias dos documentos foram encaminhadas para as prefeituras, Câmara Municipais, juiz da Comarca, delegados e comandantes da PM e Corpo de Bombeiros.

MaisPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Ofertas do Atacadão Triunfo de Alagoa Grande

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................