O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Acusado de matar agente Diogo, Rodopho Carlos é preso em João Pessoa

O acusado de matar o agente de trânsito Diogo Nascimento  durante um blitz da Lei Seca em João Pessoa, Rodolpho Carlos, foi preso no final da tarde desta sexta-feira (24).

A prisão aconteceu após determinação do 1º Tribunal do Juri da Capital paraibana pela sua preventiva. A Polícia Civil, sob o comando do delegado Marcos Paulo, cumpriu o mandado de prisão e Rodolpho Carlos  passa por exame de corpo de delito na Central de Polícia.

De acordo com o delegado, Rodopho Carlos foi preso em sua residência no bairro de Manaíra.

Nesta terça-feira (25), Rodolpho Carlos participará de uma audiência de custódia onde o juiz determinará para onde ele vai. Caso não tenha curso superior, o acusado da morte do agente de trânsito  deve ir para um dos presídios da Capital paraibana.

MaisPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................