O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

sábado, 25 de março de 2017

Morre Dom Marcelo Cavalheira, ex-Arcebispo da Paraíba


Morreu no Recife (PE) na noite deste sábado (25) Dom Marcelo Pinto Carvalheira aos 88 anos, a informação foi confirmada em nota por um sobrinho do mesmo.

 Dom Marcelo foi o primeiro Bispo da Diocese de Guarabira e deixou um grande legado a Igreja Católica, homem de muita fé que viveu da simplicidade e da luta pelos mais pobres.

Veja a Nota:

NOTA DE FALECIMENTO! É com muito pesar que informo sobre a morte do nosso grande Arcebispo Emérito da Paraiba DOM MARCELO CARVALHEIRA. A sua morte nos pegou de surpresa e o levou de nós repentinamente. Neste momento de dor e consternação, só nos cabe pedir a Deus que lhe ilumine e lhe dê paz, e que Deus dê conforto à TODOS NÓS para que possam enfrentar esta imensurável dor com serenidade. Agradecemos imensamente o tempo que pudemos conviver com ele, que será sempre lembrado pelo profissionalismo, honestidade, lealdade, inteligência, competência e sensibilidade para lidar com as adversidades e conflitos humanos. Devemos sempre lembrar que Deus quer ao seu lado os melhores, e com certeza o nosso já está ao lado do Senhor cumprindo uma nova missão

A notícia da.Morte já repercutiu. O ex-deputado Rodrigo assim se pronunciou:

- Acabo de receber a noticia de falecimento de nosso querido Arcebispo Emérito da Paraíba D Marcelo Carvalheira
Convivi com D Marcelo quando de sua caminhada pastoral na Paraiba. Participamos das lutas e pastorais sociais na Paraiba e no Nordeste, exercendo a caridade e o apoio na organizacao dos mais pobres, seja na luta estudantil, operaria e pela terra, disse ele acrescentando:


A vida e exemplo de D Marcelo Carvalheira estara sempre entre nós como fermento da luta por um mundo mais justo e fraterno.

 WSCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................