O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

quarta-feira, 1 de março de 2017

Internada no HUT desde os 2 meses, menina tem a 1ª festa de aniversário

A pequena Ruthy Layara completou este fim de semana seu primeiro ano de vida. E para curtir com os amigos e brincar seu primeiro carnaval sua mãe, Fabiana Macedo, lhe presenteou com uma linda festa e um vestido de princesa. A enfermaria em que Ruth está internada foi toda decorada pela mãe com enfeites carnavalescos. Internada desde os dois meses de idade na UTI do HUT, Ruthy e sua mãe comemoraram em dobro, pois após a transferência da filha para a Clínica Pediátrica o sonho de poder fazer uma festa de aniversário se tornou possível.

Fabiana conta que depois de um mês do nascimento da filha, há exatamente um ano na cidade de São Raimundo Nonato, que fica no extremo sul do Piauí, a 523 Km da capital Teresina, começou a notar que a filha apresentava movimentos atrasados com relação a outras crianças da mesma idade e resolveu levá-la ao médico.

“Minha filha ficou internada em São Raimundo Nonato por oito dias. Como não descobriam o que ela tinha transferiram para o HUT. Aqui descobriram que ela nasceu com microcefalia e que ainda tinha insuficiência respiratória. Ela foi levada para UTI e está com dois meses que recebeu alta e foi transferida para Clínica Pediátrica. Queria muito poder fazer uma festa para minha filha. Tive ajuda de todos e hoje estou muito feliz”, destacou Fabiana.


O médico pediatra que acompanha o tratamento de Ruth, Dr. Aurimar Bezerra, explicou que Ruthy nasceu com microcefalia e é dependente de aparelho de ventilação mecânica, precisando ainda fazer controle de crise convulsiva. “No futuro Ruth poderá ser acompanhada por uma equipe multidisciplinar em casa. No momento ela não pode iniciar esse processo de desospitalização, pois precisamos estabilizar melhor seu quadro de saúde para que tudo seja feito com muita segurança, tanto para as equipes de saúde como para a família”, explicou o médico.

O HUT tem hoje 10 crianças que moram no Hospital. São casos de doenças incuráveis e progressivas que as impossibilitam de estarem em suas casas. “Essas crianças dependem de equipamentos e cuidados especializados que não tem como a família proporcionar. Após a estabilização de seus quadros iniciamos o processo de desospitalização e treinamento dos familiares para que a criança receba assistência no conforto do lar. Fazemos isso por meio da nossa Equipe Multidisciplinar de Atendimento Domiciliar (EMAD) que possui médico, enfermeiro, fisioterapeuta e técnico em enfermagem. Essas equipes realizam as visitas de acordo com a necessidade do paciente”, destacou o diretor geral do HUT, Dr. Gilberto Albuquerque.

O diretor disse ainda que o HUT realizou há um pouco mais de um ano a primeira desospitalização de criança “moradora de UTI” do Piauí. “A história da Rafinha todos já conhecem. Ela hoje está completamente adaptada e continua sendo acompanhada pela EMAD. Nós fornecemos todos os equipamentos necessários para sua alta e treinamos sua família para recebê-la com toda a assistência”, comentou Dr. Gilberto.

(Com informações da Ascom/HUT)
180Graus

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Ofertas do Atacadão Triunfo de Alagoa Grande

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................