O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

sexta-feira, 10 de março de 2017

Após testes, meia paraibano cita pedido de Deus e pede para deixar Vitória da BA

A passagem de Leandro pela Toca do Leão não durou muito. E teve um fim curioso. Após chegar no Vitória para um período de testes - e ser aprovado - o próprio atleta pediu o desligamento da equipe baiana. De acordo com o diretor de futebol do Rubro-Negro, Sinval Vieira, o meia-atacante citou um pedido divino para justificar a decisão de deixar Salvador.

- “Deus está pedindo para eu ir, melhorar e voltar”. Foi a expressão que ele usou para sair. É uma pessoa evangélica e usou essa expressão - disse o dirigente em entrevista ao GloboEsporte.com.

Com 23 anos, Leandro foi confirmado como 16ª contratação do Vitória em fevereiro. Ele era titular do CSP, equipe da Paraíba, tinha disputado cinco jogos e feito um gol.

- Leandro é um jogador da Paraíba, jovem atleta que estamos trazendo. É como se fosse uma aposta. Foi bem no Campeonato Paraibano. Assim como fizemos com Brhyan, fizemos com ele. Jogadores jovens que estão se destacando em estaduais estamos trazendo. Jogadores para a gente ver aqui. Às vezes é daí que sai o que a gente precisa - disse Sinval Vieira na ocasião.


No entanto, nesta quinta-feira, o dirigente do Vitória explicou que Leandro não chegou a assinar contrato com o Leão.

- Não foi uma contratação. Ele veio para ser avaliado como tenho feito em alguns casos. Começou, fez exames, deu uma questão no joelho, mas sanável. Logo nos primeiros treinos ele pediu para ir embora. Acho que foi uma avaliação precoce dele - finalizou.

Além do CSP e do Vitória, Leandro tem passagem por outros clubes do futebol nordestino, entre eles ABC, Miramar, Treze e Sousa. 


WSCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Ofertas do Atacadão Triunfo de Alagoa Grande

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................