O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Imprensa nacional repercute ‘briga’ entre Cássio Cunha Lima e jornalista paraibano


O portal Brasil 247, um dos mais acessados do País, repercutiu o imbróglio envolvendo o vice-presidente do Senado Federal, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), e o jornalista paraibano Sebastião (Tião) Lucena.

A confusão envolvendo Tião e Cássio começou depois que o jornalista compartilhou em um grupo de WhatsApp uma matéria mostrando a tentativa do senador de tirar proveito político das obras de transposição o do Rio São Francisco.

Irritado com o compartilhamento da reportagem, Cássio enviou, no grupo de WhatsApp, uma mensagem direcionada a Tião, que foi definida pelo jornalista como “gratuita e desnecessária”. “Bajulador! Já me bajulou muito. Lambe ovo do governador. Já lambeu muito o meu”, escreveu o vice-presidente do Senado.

Clique aqui ou leia abaixo a matéria publicada no Brasil 247:

Após ser criticado por usurpar a transposição, Cunha Lima xinga jornalista

Eleito vice-presidente do Senado, o senador Cassio Cunha Lima (PSDB) xingou o jornalista Tião Lucena, que publicou matéria lembrando que Cassio foi contra a obra de Transposição do Rio São Francisco quando era superintendente da SUDENE.

O senador está sendo alvo de críticas na Paraíba desde que postou, nesta semana, foto ao lado de Michel Temer em obras da Transposição do Rio São Francisco no Cariri paraibano. O senador foi acusado de fazer propaganda com obra lançada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Tião Lucena postou a matéria em um grupo de WhatsApp e o senador reagiu com xingamentos. “Bajulador! Já me bajulou muito. Lambe ovo do governador. Já lambeu muito o meu”.

Fonte: Paraíba Já

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................