O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Criança morre atingida por portão de escola que despencou no Rio de Janeiro

Uma criança morreu na manhã desta sexta-feira após o portão da Escola municipal Amazonas, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, cair sobre ela. Uma testemunha contou que o menino não é estudante do local. Ele se chamava Mateus e tinha 3 anos de idade.

— Tinha um caminhão enguiçado na calçada da escola e outro carro na frente ajudando. A criança estava com esse carro. Ela começou a brincar lá na frente e, do nada, o portão caiu. Só ouvi o barulho e quando o vi o pai estava tentando tirar a criança de lá de baixo. Eu ainda vi a criança toda ensanguentada e molinha já — contou um morador da região que testemunhou a tragédia.

— A criança só encostou no portão e ele caiu — contou outra testemunha.

Agentes da Polícia Militar que foram chamados ao local do acidente confirmaram a morte da criança. Ela foi encaminhada para a UPA de Campo Grande, mas não resistiu aos ferimentos.

Moradores da região afirmam que a reclamação do portão solto na Escola municipal Amazonas é antiga.

— Esse colégio há muito é motivo de preocupação por parte de nós, vizinhos, pelo seu péssimo estado de conservação. Há anos não sofre reforma, tem uma extensa calçada que quando chove forma uma poça de mais de 3 metros de diâmetro — contou Nell Correa, que mora na área.

A Secretaria municipal de Educação, Esportes e Lazer afirmou que, segundo um engenheiro da RioUrbe que este no local, “aparentemente houve um desgaste imperceptível dos apoios, o que culminou com o tombamento”. A pasta ainda lamentou a tragédia que vitimou Mateus.

Veja a nota completa

A Secretaria de Educação, Esportes e Lazer lamenta profundamente a tragédia que vitimou o menino Mateus, ocorrida hoje na Escola Municipal Amazonas. Informa que vem prestando toda a assistência necessária e possível nesse momento de dor profunda dos familiares da criança, em conjunto com as secretarias de Saúde, Assistência Social e Direitos Humanos. Aguarda, ainda, o laudo da perícia técnica para saber o que realmente aconteceu, uma vez que o relatório do engenheiro da RioUrbe, que esteve imediatamente no local, indica que o portão de acesso aos veículos estava em bom estado de conservação e a escola em nenhum momento solicitou seu reparo. Segundo o mesmo relatório, aparentemente houve um desgaste imperceptível dos apoios, o que culminou com o tombamento.

Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................