O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Por irregularidades na gestão, ex-prefeito terá que devolver quase R$ 4 milhões aos cofres públicos

O ex-prefeito de Curral de Cima, Nadir Fernandes de Farias teve as contas da sua gestão reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), durante sessão ocorrida nesta quarta-feira (25). Os conselheiros impuseram ao ex-gestor um débito de R$ 3.935.082,43, valor que deverá ser devolvido aos cofres públicos.

A sanção foi aplicada em decorrência de irregularidades como aplicações insuficientes em educação e saúde, desvio de bens, despesas não licitadas e outras não documentalmente comprovadas.

O ex-prefeito, que não apresentou defesa, poderá fazê-lo, agora, em grau de recurso. O conselheiro Fernando Catão foi relator do processo.

Baía da Traição

O ex-prefeito de Baía da Traição, Manuel Messias Rodrigues, também teve as contas de 2014 reprovadas em decorrência de aplicações em Manutenção e Desenvolvimento do Ensino (MDE) abaixo do limite constitucional, como entendeu o relator Fernando Catão. Ainda cabe recurso.

MaisPB com TCE-PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................