O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Casal morre após caminhão capotar na Paraíba; motorista pode ter cochilado

Um casal morreu na noite dessa terça-feira (3) em um acidente envolvendo um caminhão carregado de cimento na BR-412, próximo a entrada do município de Camalaú, no Cariri paraibano, a 331 km de João Pessoa.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo seguia para Camalaú quando o motorista teria perdido o controle do caminhão e caído em um barranco após invadir a faixa contrária.

A PRF disse que o caminhão parou ao bater em uma árvore. Equipes de socorro foram acionadas e quando chegaram ao local as vítimas já estavam sem vida. O casal morreu preso entre as ferragens.

A Polícia Militar informou que o motorista seria da cidade de Zabelê e a mulher de São Sebastião do Umbuzeiro, ambas cidades situadas na região do Cariri do estado. A PRF suspeita que o acidente tenha acontecido porque o condutor teria cochilado ao volante.

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................