O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

sábado, 21 de janeiro de 2017

Benjamin defende ações estruturadas para fortalecimento da agricultura familiar na Paraíba

O deputado federal Benjamin defendeu a realização de ações estruturadas para o fortalecimento da agricultura familiar no Estado, incluindo a titularização das propriedades, apoio aos municípios com patrulha mecanizada, além de melhorias na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf), em João Pessoa, para torná-lo modelo nacional. O deputado falou sobre o assunto, durante visita do secretário especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário, Ricardo Ramos Roseno, à Paraíba nesta sexta-feira (20).   

“A Paraíba precisa de ações que passem pelo crédito ao pequeno agricultor; infraestrutura; titularização de áreas, pois o grande drama do agricultor paraibano é não ter o título de domínio da propriedade. Precisamos também do apoio aos municípios com patrulha mecanizada. Esse foi o ponto chave na discussão com os prefeitos. As máquinas foram distribuídas no governo passado, mas vieram desacompanhadas do custeio e muitas dessas máquinas encontram-se paradas hoje em dia”, explicou o deputado.

 

Benjamin Maranhão ressaltou que a Paraíba tem como característica da maior parte de sua produção ser de agricultura familiar, através de pequenos proprietários e de assentamentos rurais. “Precisamos fazer com que essa política seja cada vez mais estruturada no Estado, uma ação integrada, desde a Secretaria especial do Governo Federal, além da Emater, Interpa, Estados e municípios para a comercialização e incentivo de projetos produtivos”, defendeu.

Ricardo Ramos Roseno esteve em João Pessoa e se reuniu com prefeitos de várias municípios paraibanos na Estação das Artes, no bairro do Altiplano. No início da manhã, o secretário esteve no Cecaf, onde visitou as instalações e conversou com os produtores sobre suas principais necessidades.

Cecaf – O parlamentar acompanhou toda a visita e defendeu que o Cecaf se torne modelo para todo o País. “A Central atende não apenas João Pessoa, mas 23 municípios. Conversei com o secretário e disse que estamos precisando trazer assistência técnica para os produtores, melhor infraestrutura de logística para o transporte e concluir a obra. Faltam dois pavimentos serem concluídos. O Cecaf tem localização privilegiada, fica na zona sul da Capital, área mais populosa do município. Nós precisamos que aqui se torne uma grande feira do produtor não só para João Pessoa, mas para o Estado como o todo”, argumentou Benjamin.

Ricardo Roseno elogiou a estrutura do Cecaf e disse que a secretaria especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário terá como prioridade para os municípios as seguintes políticas: de assistência técnica, fundiária, comercialização, empreendedorismo da mulher rural e ações específicas para agricultores do semiárido. “Nossa visita à Paraíba é curta, de apenas dois dias, mas tem o objetivo trazer esse planejamento e discutir com os governos municipais e estadual para afinar essas políticas e lançá-las nos próximos dias”, afirmou.


Assessoria 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................