O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Imprensa nacional atesta que a Paraíba tem superávit econômico em meio à crise nacional

A imprensa nacional destacou, nesta sexta-feira (11), o desempenho da Paraíba entre o grupo de estados que estão com as finanças equilibradas diante do cenário de crise econômica nacional. Em levantamento feito pelo portal nacional de notícias G1, a Paraíba apresenta superávit financeiro de R$ 302 milhões, no cenário em que apenas sete unidades federativas apresentaram resultado positivo.

O cenário é ainda melhor ao incluir na conta o resultado líquido, descontando-se as dívidas acumuladas contraídas por cada estado. Mesmo diante dos pagamentos, a Paraíba apresenta saldo positivo de R$ 208 milhões. Com base nesse critério, os estados de Alagoas e Minas Gerais apresentam déficit, tornando a Paraíba um dos cinco estados a estarem com situação positiva.

Dentre os critérios avaliados pela equipe do G1, estão o corte de investimentos, o atraso nas obras já em andamento, o atraso de salários, a situação do caixa diante dos pagamentos do 13º salário, o atraso do pagamento a fornecedores ou a possibilidade de declaração de calamidade pública.

A pesquisa também atestou que a pedra no sapato dos orçamentos estaduais reside nos gastos com a Previdência, para o pagamento de servidores aposentados ou inativos. Apesar dos gastos da Paraíba superarem a marca de R$ 1 bilhão no quesito, o valor equivale a 22% do orçamento estadual, uma porcentagem abaixo da média nacional, 23%.


De acordo com o levantamento do G1, 16 estados mais o Distrito Federal cortaram investimentos nos últimos dois anos, 14 informaram  estão com obras paradas ou atrasadas por falta de dinheiro; oito com atrasos de salários de servidores; e 16 não pagaram em dia os fornecedores. A situação mais grave é a de seis estados que não garantem que haverá caixa para pagar o 13º dos funcionários neste ano.

 Secom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................