O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Gervásio Maia desafia Cássio para debater na TV e sentencia: “vai sair desmoralizado”


O deputado estadual Gervásio Maia (PSB), futuro presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), desafiou, na noite desta segunda-feira (31), o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) para um debate sobre as obras do Viaduto do Geisel, que estão executadas na BR 230, em João Pessoa.

O desafio foi lançado pelo deputado socialista durante o programa Conexão Master, da TV Master, ao avaliar a afirmação feita por Cássio de que as obras do Viaduto do Geisel estavam sendo tocadas com 90% de recursos federais e apenas 10% do Governo do Estadual.

“É fácil saber quem está mentindo; chamem o senador Cássio para um debate com qualquer membro do governo e, como faço parte do governo, topo sem pensar duas vezes. Agora digo uma coisa, ele (Cássio) vai sair desmoralizado”, disparou Gervásio Maia.

O deputado assegurou que a construção do Viaduto do Geisel conta com 60% de recursos do Governo, mais contrapartida federal de 40%.  Ele revelou que do total já investido na obra, o Tesouro Estadual destinou R$ 20 milhões, enquanto Governo Federal pouco mais de R$ 4 milhões.

Para Gervásio, a atitude do senador Cássio em vistoriar as obras do Viaduto do Geisel ao lado do ministro das Cidades, Bruno Araújo, nesta manhã, foi reprovável. “O povo da Paraíba já deu a resposta a este tipo de pratica em 2014. A política de sorriso fácil e tapinhas nas costas já foi derrotada pela Política do Trabalho”, declarou. As informações são do blog do jornalista Marcos Wéric.

Paraíba Já

Um comentário:

  1. Falou a verdade, o cassado só presta para prejudicar! Passou toda campanha escondido, aos poucos está se encostando.

    ResponderExcluir


Ofertas do Atacadão Triunfo de Alagoa Grande

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................