O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Afastado das funções em Guarabira, padre preside Missa fora da Paraíba e abre polêmica

Durante a Romaria de Finados, na Basílica do Santuário de Nossa Senhora das Dores, no Juazeiro do Norte (CE), um registro curioso virou tema de discussão nas redes sociais: Pode um padre afastado das funções sacerdotais, investigado por suposta prática de pedofilia, presidir a celebração da Santa Missa? 

A discussão foi iniciada a partir da divulgação de imagens e vídeos mostrando o padre José Anselmo Soares de Sousa, afastado em 04 de abril deste ano das atividades eclesiais na Diocese de Guarabira, concelebrando e presidindo Missa na terra do padre Cícero Romão.

O vigário paroquial do Juazeiro do Norte, padre Cícero Gomes, acolheu na manhã deste domingo, 30, o padre Anselmo como sendo da Paróquia Sagrada Família de Belém, Diocese de Guarabira na Paraíba. O sacerdote afastado presidiu a celebração normalmente. A Romaria de Finados acontece de 29 de outubro até 02 de novembro.

O sacerdote foi afastado das funções sacerdotais por ter sido denunciado por “atos em desacordo com a lei”, conforme nota assinada pelo então bispo diocesano Francisco de Assis Dantas de Lucena.

A Polícia Civil da região explicou que o sacerdote está sendo investigado pelo crime de estupro de vulnerável, que teria ocorrido na cidade de Dona Inês, no Agreste do estado. A nota confirmou, à época, que o afastamento será mantido até o encerramento de todas as investigações.

“O afastamento do Sacerdote visa preservar os princípios da moral e ética cristãs, ao mesmo tempo em que reforça o compromisso com a busca da verdade, reunindo todos os esforços no sentido de apurar as denúncias recebidas”, disse a nota emitida por dom Lucena em abril.

Ainda na nota, o bispo diz “não admitir precipitação em proteger culpados ou execração de inocentes, mas reafirma o compromisso de esclarecer minuciosamente todas as acusações.

O padre Anselmo comentou com amigos próximos que a decisão da Diocese de Guarabira se restringia ao território diocesano, portanto, ele teria direito de celebrar em outras igrejas particulares. Com esse entendimento, decidiu exercer suas funções no Juazeiro.

O administrador diocesano, Monsenhor José Nicodemos, procurado pelo ManchetePB, informou que tomou conhecimento da situação a partir do contato do vigário do Juazeiro do Norte, padre Cícero Gomes, e imediamente alertou que o padre de Guarabira está afastado de suas funções até o encerramento das investigações que pesam contra ele. O vigário cearense, inteirado do impedimento, suspendeu a participação do Pe. Anselmo nas celebrações.

Rafael San

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................