O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

domingo, 16 de outubro de 2016

Só ganhou para vereador quem comprou votos, denuncia Pros-JP

Vice  - Presidente do Partido
Só conquista vaga na Câmara de João Pessoa quem tem dinheiro para comprar votos. A afirmação é do vice-presidente do Pros de João Pessoa, Cristiano Possidônio, um dos derrotados na eleição para vereador no último dia dois de outubro com 1.132 votos.

“O dinheiro ainda prevalece e faz a diferença na busca pelo voto. Essa eleição foi de quem paga mais pelo voto, o que é lastimável”, desabafou o suplente”, denunciou Possidônio.

Ele reclamou da ineficiência do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba. “Uma coisa ficou clara: ganha campanha quem tem dinheiro. É uma disputa muito desigual. A compra de votos foi escancarada e não víamos às autoridades agirem de forma enérgica.

Para Possidônio, a realidade da periferia não reflete o perfil dos vereadores eleitos. “Se o Tribunal Regional Eleitoral fosse de casa em casa e conversasse com os moradores concluiria que nenhum dos 27 vereadores eleitos não estaria na lista das comunidades e, por isso, não ganharia”, falou.

O suplente de vereador diz esperar que haja uma mudança do comportamento e perfil da Câmara para beneficiar o povo. “Tem vereador que ninguém nunca ouviu um pronunciamento dele na tribuna, mas sempre ganha nas eleições”, registrou.

MaisPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................