O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Luiz Couto estranha prisão tardia e discreta de Cunha, mas aguarda delação LC

O deputado federal Luiz Couto (PT-PB) comentou na tarde desta quarta-feira, 19, a prisão de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e, apesar de elogiar a punição ao ex-parlamentar, que foi cassado, estranhou que a detenção tenha se dado de maneira discreta, longe dos holofotes da mídia, quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi conduzido coercitivamente em março deste ano sob grande aparato midiático e policial. "Ele deveria ter sido preso quando foi afastado da Câmara, mas há uma diferença entre a prisão de Cunha e a condução de Lula, que foi levado sob os olhares da imprensa toda. A mídia, a cada momento que alguém do PT é citado, trata do assunto permanentemente em seus programas".

Em um vídeo gravado na tarde desta quarta-feira, 19, Couto declara que também espera que Cunha faça uma delação premiada e entregue os nomes de 150 parlamentares a respeito dos quais guardaria segredos comprometedores de atitudes não republicanas.

"Devemos combater a corrupção de forma permanente porque ela é resultado de uma história no País, através de um processo sistemático. A corrupção está associada à sonegação, às fraudes... e esperamos que isso sirva de exemplo do que Ulisses Guimarães dizia: Não roubar, não deixar roubar e por na cadeia quem rouba. O povo brasileiro não pode ficar refém na Saúde, na Educação, no Saneamento, na Infraestrutura, na geração de emprego e nem da PEC 241 e da venda de nosso patrimônio, do nosso petróleo. Precisamos dar um basta e a população precisa resistir e ir às ruas. Como dizia Santo Agostinho, o importante não é vencer todo dia, mas lutar sempre!".

Ascom do Dep. Luiz Couto

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Ofertas do Atacadão Triunfo de Alagoa Grande

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................