O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Crise não afeta shoppings, que registram crescimento de faturamento, diz pesquisa

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce) mostrou que a indústria de shoppings centers continua em desenvolvimento mesmo com a crise financeira. Os dados mostram que o faturamento dos shoppings no ano passado foi de R$ 151,5 bilhões, com crescimento de 6,5% em relação a 2014.

Segundo o censo, o Brasil conta atualmente com 538 centros de compras, distribuídos em 196 cidades, e até o final deste ano devem ser inaugurados mais 30 shoppings. Somente no ano passado foram gerados 53,8 mil novos postos de trabalho e o setor tem atualmente mais de 1.032.776 empregados. 

A média do tráfego de visitas por mês em 2015 ficou acima de 444 milhões de pessoas – em 2014 foram 431 milhões. Esses números comprovam como o setor continua em alta e não foi afetado pela crise.

Com relação ao número de vendas, os shoppings nordestinos ocupam a segunda posição em todo o Brasil, comercializando R$ 25,8 bilhões em 2015.


Portal Correio

Um comentário:

  1. Essa crise é mais política! Desemprego, alta de preços, etc, sempre existiram.Nasci vendo essa realidade.

    ResponderExcluir

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................

...............................................................................