" A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo"

( Nelson Mandela)

.

.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Humoristas Tirulipa e Zé Modesto se apresentam em JP

A Praça do Povo do Espaço Cultural em João Pessoa será palco de um dos shows mais aguardados do ano: os humoristas Tirulipa e Zé Modesto se apresentam juntos e misturados no próximo dia 6 de novembro, a partir das 20 horas. O humorista Tirullipa já com sua carreira consolidada em todo o Brasil traz à João Pessoa seu novo espetáculo “A resenha do caneco” que tem aproximadamente uma hora e meia de duração.

Nesse novo show que tem única apresentação na Capital paraibana, Tirulipa promete fazer a platéia chorar de rir com seus inúmeros personagens e situações. A veia cômica herdada do pai foi descoberta ainda criança imitando Tiririca. Já o humorista João Neto, o popular Zé Modesto, começou sua carreira em 1980, no Recife estreando na comédia 'Nós Precisamos Suar!' que lhe rendeu o prêmio de melhor ator naquele ano em Pernambuco. Estudou Mímica com Denise Stoklos em São Paulo nos anos de 1982 – 1983. O primeiro lote de ingressos e mesas já estão à venda nas bilheterias do próprio Espaço Cultural, no bairro de Tambauzinho, ao preço promocional de R$ 30,00 individuais e as mesas R$ 200,00. A produção executiva é do Espaço do Humor e maiores informações podem ser obtidas pelo fone (83) 8780 7761.

Assessoria /MaisPB

Homossexual muda de vida após ingressar no Evangelho em Sousa, e revela sua história de vida no FOLHADOSERTAO no Rádio; Ouça

José Claudemir Silva Caetano, 19 anos, residente na Cidade de Sousa, resolveu contar sua história de vida como ex-travestir ao Programa FOLHADOSERTAO no Rádio nesta segunda-feira (20).

Recém-convertido ao Evangelho, “Anny Letícia” como era conhecida no mundo Gay, disse que foi incentivado a entrar na Prostituição por um vizinho, que lhe olhava e dizia: “Esse menino é Gay. Minha Mãe contestava: é não. Dei ouvido, e me tornei homossexual por cinco anos”, revelou.

Sua mudança de vida iniciou na Cidade de Icó/CE, quando morava perto de uma Mulher Evangélica, que chegou a revelar a sua pessoa que ele não era aquela personalidade que aparentava ser.

- Ela falou pra mim, quando me via. Ela sabia que eu não era aquela pessoa, e quer era o inimigo que estava me usando. Quando ela falou aquilo, eu comecei a chorar, e me arrepiar. Acho que foi Deus que usou ela para falar comigo, contou emocionado.

Um Hino Evangélico tocava no som daquela Senhora vizinha de “Anny Letícia” falando ao seu coração, de tal modo que ele começou a chorar. “Era Deus mudando minha Mente”, completou.


Com os cabelos longos, vestido de mulher, “Anne Leticia” resolveu voltar para sua Casa na Cidade de Sousa. Ao chegar, contou a sua Mãe que não queria mais viver a vida de antes. Foi recebido com muita alegria.

À noite, uma senhora evangélica lhe convidou para participar de um Movimento Cristão no SESI. “Anne Leticia” disse que no primeiro momento recursou, mas foi para o seu guarto aonde chorou bastante, resolveu se vestir e prestigiar o Evento Gospel.


Durante o encontro, as palavras do Pastor falavam diretamente ao seu Coração. Quando perguntaram se existia alguém que queria ser Crente, “ela” foi. O Pastor orou como ele, se fosse ela, até que alguém disse ao Reverendo que se tratava de um Travesti.

José Claudemir contou sua experiência no mundo da droga, revelou detalhes dos cincos anos quando vendia seu corpo na prostituição, e disse que Deus lhe resgatou para ser o testemunho vivo que existe ex-gay.

- A primeira coisa que fiz ao aceitar Jesus foi cortar meus cabelos. Pois eles poderiam me levar a retornar a vida anterior. Hoje sou muito feliz. Não me arrependo. Faria tudo de novo. Hoje reconquistei minha família, completou.


Claudemir relatou que é uma nova criatura, e que agora ora a Deus para tirar suas “amigas” do mundo das drogas e da prostituição também.


Ouça essa entrevista impactante de José Claudemir ao FOLHADOSERTAO no Rádio pela 104 FM, sobre apresentação de Pereira Jr, Dinha, Valdemir Silva, e Tavares Sobrinho. O programa vai ao ar de seg/sex das 17h às 18h.

OUÇA A ENTREVISTA COMPLETA AQUI


Folha do Sertão

Alagoinha: Vende-se uma Casa no Conjunto Boa Esperança, próximo a Churrascaria Carneiro na Brasa

Ótima localização;
Casa com Garagem; 3 quartos, sendo 1 suíte.
Vendas: (83) 8800-1722 e (83) 8812-7561

Por Fernando Gabeira: Um vírus batendo na trave

Fernando Gabeira
Suspeita de ebola e a presença da Aids no Brasil colocam o programa da preparação nacional como algo que transcende aos governos

Na semana passada, levamos um susto: ebola. Um homem que veio da Guiné foi considerado, em Cascavel, suspeito de trazer o vírus do ebola. Felizmente, não houve nada. E sobretudo nossos mecanismos de segurança funcionaram bem. O governo cumpriu o protocolo da OMS, fez tudo corretamente. Lembro-me da chegada do vírus da Aids. Como foi difícil reagir. Os pacientes visitaram Nova York, e parece que o vírus veio de lá, via Haiti.

Cheguei a contatar o ministro da Saúde e enfatizar o perigo de epidemia. Naquele momento, Aids era uma doença minoritária, e ele estava concentrado nos males que dizimavam nossa população mais pobre. Mas o vírus se propagava rapidamente. E acabamos superando o tempo perdido, aprovando inclusive um projeto que garantia o coquetel de drogas gratuito.

Desta vez, já começamos de forma organizada, e creio que temos muitas chances de evitar algo grave no Brasil, embora casos esporádicos sejam previsíveis. Apesar de ter surgido na África, o ebola contaminou europeus e americanos. Num ensaio intitulado “A solidão dos moribundos”, Norbert Elias fala da tendência moderna de isolar os pacientes terminais. Nesse caso, é necessário. No entanto, sente-se a sensação de isolamento dos pacientes, vendo apenas pessoas cobertas da cabeça aos pés, como se, antes de morte, visitassem um frio e distante planeta. Autor de longo ensaio sobre morte, Philippe Ariés, em “História da morte no Ocidente”, defende que antigamente as pessoas morriam serenas e calmas. Elias acha essa visão um pouco romantizada.

A verdade é que a maneira de morrer na África, a proximidade comunitária dos moribundos, os ritos fúnebres, beijos e abraços no morto, tudo isso é mais caloroso, mas, no caso do ebola, é o caminho mais perigoso. Num outro extremo, uma escola americana proibiu um livro de John Green, “A culpa é das estrelas”, porque falava de morte. E ele perguntou: devemos manter nas crianças a fantasia da imortalidade?

Não tenho resposta definitiva para isso. Tudo que sei é que a morte incomoda e é o tipo de tema que nem sempre rende grandes públicos. Simon Critchley escreveu um livro sobre como morrem os filósofos. Ele analisou inúmeros casos, tentando comparar o discurso sobre a morte e a morte real do pensador. A posição pessoal de Critchley é próxima dos epicurianos: encarar a mortalidade como um ato de contentamento; não se conta com um tempo ilimitado de vida, mas se livra da angústia da imortalidade.

Curiosamente, a irrupção de um vírus sempre traz algumas novas reflexões sobre a morte. Lembro, na época em que surgiu a Aids, de um médico tcheco que disse: a Aids é uma doença letal contraída na relação sexual, mas a vida também é uma doença letal contraída na relação sexual de nossos pais. O preconceito que vimos na Aids começa a aparecer também com gente que vem da área do ebola. Um time de futebol de Serra Leoa teve de usar um hotel exclusivo em Camarões, porque nenhum hóspede se arriscava a conviver com os jogadores.

Com o ebola, será com mais dinheiro do Ocidente, cuidado, informação. É, então, encarar o medo com a tranquilidade do cantor Morrissey, que sofre de câncer: se morrer, morri. Paradoxalmente, é possível constatar que, de um vírus para outro, melhoramos nessas duas décadas. Há mais contatos internacionais, mais preparação.

Circulam em blogs e pela rede boatos de que o governo simulou essa suspeita de ebola para abafar os depoimentos sobre a corrupção na Petrobras. Posso até achar que o governo use o medo como tema de campanha eleitoral: desemprego, fome, volta ao passado, arrocho, todos os fantasmas. Mas não usaria um vírus como cabo eleitoral. O ebola é um tipo de inimigo diante do qual estamos irremediavelmente juntos. As eleições serão resolvidas por mamíferos racionais. O vírus é uma espécie de ficha-suja que não entra no processo. Mesmo porque o escândalo na Petrobras tem uma longa temporada pela frente, e todos os exames, até agora, indicam resultado positivo.

Na minha experiência, o episódio da suspeita de ebola e a presença da Aids no Brasil colocam o programa da preparação nacional como algo que transcende aos governos. Tive a oportunidade ver isso não só no caso da Aids, como em Goiânia, com o episódio do césio 137 que contaminou alguns moradores de uma mesma rua.

Ali, a preparação era precária, mas um grande médico especialista em contaminação radioativa, Alexandre Rodrigues Oliveira, e uma unidade hospitalar da Marinha, com enorme esforço, conseguiram atender os pacientes. A capacidade brasileira de enfrentar esse tipo de crise é um lado da história. O outro é ainda a fragilidade de nossa Defesa Civil. Que o digam a Serra Fluminense e outras áreas de desastre ambiental. Sem o ebola, o foco no Brasil permanece nas eleições. Foi apenas um susto para nos lembrar que o mundo existe. Com tantas tragédias e emoções, o vírus parece ter perdido o prazo de inscrição em 2014.

Fernando Gabeira
OGlobo 

Laboratório indenizará consumidor por remédio genérico não ter eficácia

Fabricar medicamento fora das normas regulamentares estabelecidas pela Associação Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) viola o Código de Defesa do Consumidor. Por consequência, o fabricante responde pela reparação dos danos causados pelo ‘‘produto defeituoso’’, independentemente de culpa. Com esse entendimento, a maioria dos integrantes da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul condenou em R$ 20 mil, por danos morais, um laboratório que produziu medicamento ineficaz para reverter um caso de amigdalite bacteriana.

O autor da ação, representando seu filho, provou, com laudo do Fundação Oswaldo Cruz, que o laboratório empregou substância em quantidade menor do que aquela prevista pela Anvisa e declarada na bula.

Forró de Cabo a Rabo dia 01 de Novembro em Alagoinha


Trabalhador pode sacar abono do PIS nesta terça(21)

Os trabalhadores que aniversariam no mês de maio vão poder sacar, a partir desta terça-feira (21), o pagamento do abono salarial do Programa de Integração Social (PIS). Conforme divulgou a Caixa Econômica Federal (CEF), o crédito disponível equivale a um salário-mínimo, R$ 724, e pode ser sacado até o dia 30 de junho de 2015.

O banco salientou que os trabalhadores correntistas da Caixa nascidos em abril, maio ou junho tiveram o PIS creditado em conta corrente no primeiro dia do cronograma, no último dia 14. O cronograma de pagamento do abono salarial do referente ao período 2014/2015 será concluído no próximo dia 31 de outubro, com o pagamento do benefício para os nascidos no mês de junho.

Têm direito ao PIS os trabalhadores cadastrados no programa há pelo menos cinco anos. De acordo com dados do Ministério do Trabalho mais de 23 milhões de pessoas têm direito ao benefício.

Para aqueles que não são clientes da Caixa, o benefício pode ser sacado nos terminais de autoatendimento, nos correspondentes bancários Caixa Aqui, nas casas lotéricas ou nas agências da Caixa. Já os funcionários de companhias que têm o convênio Caixa PIS-Empresa recebem o benefício diretamente no contracheque do mês.

Para sacar o benefício, é preciso que o beneficiário apresente o número do PIS e um documento de identificação. São aceitos Carteira de Identidade (RG), Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Carteira Funcional reconhecida por Decreto, Carteira de Identidade de Estrangeiros, Passaporte emitido no Brasil ou no exterior, ou ainda Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

Também é possível, em caso de dúvidas, ligar para o Serviço de Informação ao Cidadão da Caixa, no telefone 0800 726 0207.

Fonte: Agência Brasil

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Caminhão cai em barranco e mata três pessoas na BR-104, na Paraíba

Três pessoas morreram após o caminhão em que eles estavam cair em um barranco na BR-104, na zona rural do município de Alcantil, Cariri paraibano, no domingo (19). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista do caminhão perdeu o controle do veículo ao frear e acabou caindo no barranco.
O acidente aconteceu na tarde do domingo. O caminhão, carregado com tomates, saiu de Campina Grande com destino ao município de Vitória de Santo Antão, em Pernambuco. Ao chegar em uma curva na cidade de Alcantil, o motorista tentou frear o veículo para fazer a curva, mas acabou perdendo o controle do caminhão, que capotou e caiu em um barranco.
Com a queda, o motorista e dois passageiros acabaram sendo esmagados pela cabine. A carga ficou espalhada na encosta da estrada. Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros estiveram no local, mas as vítimas não resistiram aos ferimentos. Uma perícia será feita pela PRF para tentar identificar as causas do acidente.

G1

Dilma tem 52% dos votos válidos e Aécio tem 48%, diz Datafolha

Pela primeira vez neste segundo turno, Dilma Rousseff (PT) aparece numericamente à frente de Aécio Neves (PSDB) em intenções de voto para a Presidência da República, mostra nova pesquisa Datafolha.

O levantamento, feito nesta segunda-feira (20), apresenta Dilma com 52% ante 48% de Aécio, na conta dos votos válidos (com o descarte de nulos, brancos e indecisos).

A seis dias da eleição, é um empate técnico no limite máximo da margem de erro do levantamento, que é dois pontos para mais ou para menos.

De acordo com o Datafolha, nessa situação há maior probabilidade de que Dilma esteja à frente de Aécio.

Nas duas rodadas anteriores do Datafolha neste segundo turno, o placar também era de empate técnico, mas sempre com o tucano numericamente à frente: 51% a 49% nas duas ocasiões.

Em votos totais, o resultado da atual pesquisa é Dilma 46% (antes era 43%), Aécio 43% (era 45%). Brancos e nulos somam 5% (ante 6% do levantamento anterior). Outros 6% dizem que não sabem em quem votar, mesmo patamar de antes.

GOVERNO DILMA

Um dos fatores que ajudam e explicar o desempenho de Dilma é a melhoria da avaliação de seu governo.

Segundo a pesquisa, 42% julgam a administração petista boa ou ótima, o melhor patamar desde junho de 2013. No mês das grandes manifestações de rua, a aprovação de Dilma despencou de 57% para 30%.

A avaliação negativa (soma dos que classificam o governo como ruim ou péssimo) está agora em 20%, o menor patamar desde novembro de 2013, quando registrou 17%. Outros 37% entendem que a administração é regular.

REJEIÇÃO E CONVICÇÃO

Também pela primeira vez, a rejeição a Aécio é numericamente maior que a rejeição ao nome de Dilma: 40% dos eleitores dizem que não votam no tucano "de jeito nenhum" (nas pesquisas anteriores, eram 34%, no dia 9, e 38%, no dia 15). Com a petista, a taxa oscilou para baixo, ficando em 39% (eram respectivamente 43% e 42%, nos dias 9 e 15 de outubro).

Em relação à taxa de convicção, 45% dos eleitores afirmam intenção de votar em Dilma "com certeza" (eram 42%), enquanto 41% respondem isso para Aécio (eram 42%).

Em relação à indecisão, há 18% que "talvez" possam votar no tucano, ante 15% para Dilma, mesmos patamares do levantamento anterior.

O Datafolha ouviu 4.389 eleitores em 257 municípios. Todas as entrevistas foram feitas nesta segunda. O nível de confiança do levantamento é 95% (em 100 pesquisas com a mesma metodologias, os resultados estarão dentro da margem de erro em 95 ocasiões). O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR 01140/2014. 

Folha

Paulo VI é beatificado pelo papa Francisco

O papa Francisco proclamou neste domingo, dia 19, o pontífice Paulo VI como beato, em missa realizada na Praça São Pedro com a presença do papa emérito Bento XVI e assistida por dezenas de milhares de pessoas.. Francisco disse, durante sua homília, que "enquanto se perfilava uma sociedade secularizada e hostil, Paulo VI soube guiar com sabedoria o leme da barca de Pedro sem nunca perder a alegria e a confiança no Senhor".    

"Diante deste grande papa, este valente cristão e incansável apóstolo, diante de Deus, hoje nós só podemos dizer uma palavra tão simples quanto sincera e importante: Querido e amado Paulo VI, obrigado", disse Francisco.    

O religioso também destacou que não é preciso ter medo "das surpresas de Deus", que é "o senhor do homem e não existe nenhum outro".    

Bento XVI, que foi nomeado cardeal em 1977 pelo Papa Paulo VI, participou da cerimônia e concelebrou a missa, assim como ocorreu em 27 de abril na canonização de João XXIII e João Paulo II.    

Além de Joseph Ratzinger, também estiveram presentes na cerimônia de beatificação outros dois cardeais nomeados por Paulo VI, o brasileiro Paulo Evaristo Arns e o norte-americano William Wakefield Baum.

Depois do ritual de beatificação apresentado ao papa pelo bispo de Brescia, Luciano Monari, Francisco pronunciou a fórmula em latim que declarava beato o pontífice que encerrou o Concílio Vaticano II e que assinou importantes encíclicas como a "Humanae Vitae".

Francisco disse que "a partir de agora o papa Paulo VI será chamado beato e sua festa se realizará, nos lugares e segundo as regras estabelecidas, em 26 de setembro de cada ano".

Torcedor morre após briga entre palmeirenses e santistas


Leonardo da Mata Santos, de 21 anos, morreu atropelado após uma briga entre palmeirenses e santistas na rodovia Anchieta. Mais quatro torcedores foram atropelados e um foi ferido por disparo de arma de fogo. Seis pessoas foram detidas. A briga começou no km 18, por volta das 12h30, de acordo com a Ecovias, e durou aproximadamente uma hora e meia. A pista expressa, no sentido São Paulo, chegou a ser bloqueada pela companhia e pela PM para garantir a segurança de motoristas.

Segundo a assessoria de imprensa da PM, um torcedor foi ferido por um tiro e resgatado pelo Samu. Um dos atropelados foi levado pelo helicóptero Águia da Policia Militar ao Hospital das Clinicas e outros dois atropelados foram encaminhados ao PS Central de São Bernardo do Campo, sendo um deles Leonardo, que morreu no local, segundo a administração do hospital. Há ainda um torcedor no hospital Mario Covas, em Santo André.

FOTOS: Desfile do Educandário Rosalinda Mondini, convite ao vivo da XVII Mostra de Artes Pedagógicas


Desfile e Inauguração em Canafístula de Alagoa Grande

    O Distrito de Canafístula esteve bastante movimentado na tarde deste domingo(19), em decorrência do desfile cívico e da inauguração do moderno Posto de Atendimento Descentralizado da Gestão Municipal de Cadastro Único. Em seu discurso, o Prefeito Bôda fez questão de relembrar várias realizações das suas gestões para aquela comunidade, como a construção de calçamentos, a ida dos Correios e anunciou outras diversas obras que irão ser iniciadas ainda este ano. O Posto de Atendimento deverá atender mais de mil e trezentas famílias do distrito e de comunidades rurais vizinhas, como Belo Monte, Araticum, Quitéria entre outras. Estiveram presentes secretários, vereadores e a população que prestigiou o evento até o final. Vejam fotos deste domingo:

Aniversariando Hoje

Adailton Santos - Funcionário do SAAE  -Alagoinha
Toinho Cruz - Alagoa Grande
Fátima Paulino  - Ex Prefeita de Guarabira

Alagoinha: Mauricio realizou a festa das Crianças pelo 3º ano consecutivo

O Amigo Mauricio realizou mais uma festa para as Crianças do Conjunto Doracy Montenegro em Alagoinha. A tarde do domingo(19), foi de muita diversão e alegria, com distribuição de doces, salgados e brinquedos. Cerca de 300 Crianças participaram da festa.

Esta foi a 3ª festa dedicada ao dia das Crianças , que Mauricio realizou com apoio de vários amigos.

.

.

.

.