" A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo"

( Nelson Mandela)

.

.

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Peritos do IML encontram cerca de R$ 200 em moedas dentro de corpo de homem na Paraíba

Um caso curioso está chamando atenção dos moradores da cidade de Caaporã, no Litoral do Sul do estado a 54 km da Capital paraibana. Um homem de 40 anos teria morrido envenenado em decorrência da ingestão da planta comigo-ninguém-pode e durante a autopsia no corpo dele, os peritos do Instituto de Medicina Legal (IML) de João Pessoa encontraram cerca de 3 kg de metais como moedas e ferramentas, além de pedras. Paulo Borges dos Santos foi sepultado nesta sexta-feira (31) no cemitério local.

Segundo informações de familiares, Paulo Borges sofria de problemas mentais e ingeria objetos sólidos como pedras e metais e líquidos, como por exemplo, óleo diesel. A vítima teria comido a planta venenosa em casa onde passou mal e morreu.

O delegado Seccional do Litoral Sul, Aneilton Castro, disse que a Polícia Civil foi acionada e liberou o corpo para ser periciado devido à morte ter sido de causas naturais. O corpo foi levado para o IML da Capital onde foi encontrado o material dentro do estômago do homem durante o processo de pericia.

De acordo com o diretor operacional do IML, Flávio Fabres, o laudo ainda não foi confeccionado, mas aponta para duas causas da morte: intoxicação por metal ou pela ingestão da planta.

Os metais retirados do corpo do homem foram entregues à família e expostos em cima do caixão dele durante o velório, que atraiu uma multidão de curiosos.

 Portal Correio 

Aposentado na Paraíba apela a água imprópria quando o dinheiro acaba

"A gente vive na promessa de chegar água amanhã. E esse amanhã nunca chega", diz o aposentado Renato Avelino de Souza, de 67 anos, um dos 18 mil moradores de Remígio, cidade no Agreste paraibano que enfrenta a falta de abastecimento. Quando a água e o dinheiro acabam, a saída é utilizar água imprópria para consumo de um pequeno açude particular próximo à sua casa, onde também desagua uma rede de esgoto da cidade.

"A água é ruim, mas a gente não tem dinheiro para comprar outra. Quando tiro da aposentadoria, compro um tonel de 500 litros por R$ 50 e só dura uma semana para quatro pessoas lá em casa", explica ele. O custeio do consumo de água afeta em média R$ 200 mensais dos R$ 724 que ele recebe de aposentadoria. Quando a água acaba e os R$ 200 já foram gastos, ele apela para o açude. O aposentado afirma que até o momento ninguém de sua família ficou doente por consumir essa água.
Ele é um dos 167 mil paraibanos de 15 municípios que estão com o abastecimento de água em colapso, de acordo com a Defesa Civil. O estado ainda tem 13 municípios com sistemas em alerta, cujos açudes estão com menos de 20% da capacidade, e 29 em racionamento, com abastecimento funcionando abaixo da totalidade, dentro de um cronograma preestabelecido de abertura e fechamento de comportas.

No distrito de Barra de São Miguel, em Esperança, município com 32 mil habitantes também no Agreste e que também convive com o racionamento de água, uma família de seis pessoas subsiste da agricultura familiar. Segundo a dona de casa Patrícia Targino, em média a cada duas semanas é comprado um "pipa" para o abastecimento da cisterna. O carro de mil litros custa de R$ 150 a R$ 200 na cidade.

Filho de Jô Soares morre aos 50 anos no Rio de Janeiro

Rafael Soares, filho do apresentador Jô Soares, morreu nesta sexta-feira (31), aos 50 anos. Ele estava internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, deste esta quinta-feira, mas não resistiu.

Fruto do primeiro casamento de Jô Soares com a atriz Teresa Austregésilo, Rafael lutava contra um câncer no cérebro há um ano. A família não quis revelar outros detalhes sobre o falecimento.

Ele sofria de autismo de alto nível. Apesar da boa capacidade de comunicação e inteligência, a doença afeta a coordenação motora e faz que com a pessoa viva em uma espécie de mundo particular. Jô Soares sempre foi discreto sobre a doença do filho.

G1

Sobrinho de Beto Meireles toma veneno e é levado para o Hospital de Trauma em João Pessoa

Thulio ao lado de Beto Meireles
O jovem Thulio Meireles, sobrinho do vereador da cidade  de Guarabira, Beto Meireles, tentou suicídio na noite desta quinta-feira (30). De acordo com as informações preliminares chegadas à nossa redação, através de amigos do jovem, ele teria ingerido algum tipo de veneno, após passar mal foi levado ao hospital Regional de Guarabira-PB.


De acordo com informações repassadas por funcionários do hospital, ele foi transferido para o Trauma em João Pessoa para ser submetido a exames.


Os amigos do rapaz se surpreenderam com o ocorrido e desde que tomaram conhecimento do caso, postam várias mensagens de solidariedade nas redes sociais, principalmente no perfil do facebook dele.

Nossa reportagem conversou com alguns dos amigos de Thulio, que estavam online no facebook e todos disseram não saber o motivo que o levou a cometer tal ato.

Veja algumas postagens no facebook:
PortalMidia


Alagoinha: SAAE realiza trabalhos de limpeza na Barragem

O SAAE ( Serviço Autônomo de Água e Esgoto) de Alagoinha, começou nesta quinta – feira(30), os trabalhos de limpeza na Barragem do Sítio Tauá, na zona Rural do Município.

 O Coordenador do SAAE, Luciano Marcelino, esteve acompanhando os trabalhos que estão previstos para serem concluídos nesta sexta - feira(31). 

Com a iniciativa, o SAAE pretende além de deixar a barragem limpa, promover condições necessárias para o maior acumulo possível de água quando da chegada do período das chuvas. 

A Barragem, que foi construída no início dos anos 60, para abastecer a estação experimental, hoje abastece a cidade de Alagoinha e o distrito de Canafístula de Alagoa Grande.

UFPB realiza evento e triagem gratuita para pessoas que gaguejam

O Departamento de Fonoaudiologia da UFPB realizará, nesta quinta-feira (30), a I Semana de Atenção à Gagueira da UFPB. As ações fazem parte das comemorações do Dia Internacional de Atenção à Gagueira (DIAG 2014), comemorado no último 22 de outubro, e contam com a apoio do Conselho Regional de Fonoaudiologia (4ª Região), Associação Brasileira de Gagueira e Instituto Brasileiro de Fluência (IBF).

O tema central da campanha deste ano é “Gagueira e Mercado de Trabalho”. Foram propostas ações e discussões pautadas na intervenção, pelo fonoaudiólogo, do sujeito que gagueja, assim como estratégias de acolhimento e sensibilização da sociedade perante este grupo. Todas as ações serão voltadas para fonoaudiólogos, estudantes de Fonoaudiologia, pessoas que gaguejam, familiares de pessoas que gaguejam e quem mais desejar conhecer sobre a temática.

Aniversariando Hoje

Radialista Marcelo Alexandre

Alunas são obrigadas a tirar as calças por pedagoga de escola do Paraná

Uma atitude de uma pedagoga de um colégio estadual de Siqueira Campos, no norte do Paraná, revoltou mães de estudantes e fez com que algumas alunas do 6° ao 9° ano deixassem de ir à escola. De acordo com as mães, após encontrar um absorvente sujo colado em uma das paredes do banheiro, a pedagoga pediu para que as meninas da escola baixassem as calças. Segundo as famílias das estudantes, dessa forma a profissional saberia qual aluna foi responsável pelo ato e poderia aplicar a punição adequada. Mães de três alunas da instituição disseram que a situação ocorreu na terça-feira (28), e desde então, as filhas não querem mais frequentar as aulas por constrangimento e por medo das brincadeiras dos meninos. Nesta quinta-feira (30), as famílias participarão de uma reunião no colégio.

O diretor do Colégio Estadual Joaquim Marques de Souza, Jorge Domiciano Ramos, informou que apenas o Núcleo Regional de Educação falará sobre o caso e, que por enquanto, a escola não vai se pronunciar.
A mãe de uma aluna de 11 anos, que preferiu não se identificar, conta que filha chegou em casa nervosa e, depois de um tempo, detalhou o que ocorreu na escola. “A minha filha disse que todas as colegas de sala foram pressionadas a tirar a roupa e, que se não tirassem, teriam que assinar um livro como punição”, detalha a mãe. “A minha menina é tímida, sente vergonha de tudo, disse que tentou falar que não queria passar por essa situação, mas não teve conversa com a pedagoga. A minha filha não quer mais ir para escola, isso foi um trauma para ela”, lamenta.

Alagoa Grande - São Luiz Moda Grife


quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Jeová diz que seguirá orientação de Ricardo Coutinho em relação a escolha da mesa diretora da ALPB

O deputado estadual eleito, Jeová Campos (PSB), revelou, nesta quinta-feira (30), que tem interesse em disputar espaços na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Paraíba na próxima legislatura, mas, enfatizou que deve seguir orientação do governador Ricardo Coutinho (PSB) em sua decisão.

“Estou a disposição do governador para ele fazer aquilo que entender necessário nesse processo político”, disse Campos.

Jeová Campos disse não vem com força suficiente do sertão para defender a candidatura de presidente e seguirá o nome indicado pelo gestor socialista.

“Agora se tivesse a oportunidade de participar da mesa Assembleia, com a minha experiência e acúmulo que já temos, ajudar na construção de uma nova mesa com transparência e fazendo com que os gabinetes sejam do mesmo tamanho”, avaliou Jeová defendendo uma mesa eclética.


Roberto Targino - MaisPB

'Ela era tudo para mim', diz mãe da adolescente encontrada morta na PB

"Ela não era usuária de drogas. Ela é tudo para mim, não saía de perto de mim para nada. Só me desejava o bem, dizia todos os dias que me amava", disse Adriana Araújo, mãe da adolescente de 13 anos encontrada morta com um tiro na cabeça na noite de quarta-feira (29). Ainda muito abalada, a mãe da vítima,  garantiu que a filha não tinha envolvimentos com a criminalidade.
A filha de Adriana foi morta na comunidade do S, no bairro do Roger, em João Pessoa. Segundo informações da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa, a vítima foi encontrada morta embaixo de uma ponte nas proximidades do antigo Lixão do Roger. Ainda de acordo com a polícia, três adolescentes foram apreendidos suspeitos de participação no homicídio da garota.

Em entrevista à TV Cabo Branco, a mãe da vítima disse na manhã desta quinta-feira (30) que pediu a sua filha para não sair de casa no dia do crime, pois não queria que ela andasse com más companhias. No entanto, a Polícia informa que a menina não obedeceu ao pedido da mãe, saindo com uma amiga para uma praça. Em seguida ela foi para a Comunidade do S, no mesmo bairro, onde foi morta próximo a um galpão, quando estava com amigos, também jovens e adolescentes.

Mulher é flagrada correndo nua em parque e é detida em Porto Alegre

Uma cena inusitada surpreendeu os frequentadores de um dos mais tradicionais parques de Porto Alegre na manhã desta quinta-feira (30). Por volta das 11h, uma mulher foi flagrada correndo nua e descalça no Parque Moinhos de Vento, o Parcão. Além de ser ponto de encontro dos gaúchos, o local reúne praticantes de corrida e caminhada.
Ao ser alertada por pessoas que estavam no parque, a Brigada Militar foi até o local e a abordou. A mulher foi levada em uma viatura até um posto de saúde na Zona Norte de Porto Alegre, onde ela ainda passava por avaliação psiquiátrica às 17h30.
Segundo testemunhas, os policiais usaram um lençol do posto para enrolar a mulher e levá-la para atendimento. A polícia não deve registrar boletim de ocorrência. A Secretaria da Saúde disse que só irá se manifestar depois que o atendimento for concluído.

G1

Bancária é baleada por motociclista após sair de igreja em Goiânia

A bancária Thaizze Peres, de 27 anos, foi baleada na cabeça no Parque Amazônia, em Goiânia. O crime aconteceu na noite de quarta-feira (29). Segundo a família ela estava voltando da Igreja Sagrada Família, onde dá aulas de catequese. A suspeita é de que ela tenha sido vítima de uma tentativa de assalto.

De acordo com a Polícia Militar, a jovem estava em seu carro, quando dois homens em uma moto se aproximaram e um deles realizou os disparos contra a vítima. Eles fugiram em seguida sem levar nenhum pertence da vítima.

“Ela só pode ter sido vítima de assalto, porque não tem outra explicação. Todo mundo que a conhece, sabe que ela não mexe com nada de errado. Acho que ela deve ter assustado com o assalto e os homens atiraram nela”, diz a tia da bancária, Valdirene Ribeiro de Souza, de 43 anos.

Após ser baleada, a vítima perdeu o controle do carro, que acabou colidindo contra uma pilastra. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada em estado grave para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

De acordo com a unidade de saúde, a jovem está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave e sedada, respirando com a ajuda de aparelhos.
A Polícia Militar ainda não tem pistas dos suspeitos e também não informou qual seria a motivação do crime. A ocorrência foi registrada no posto policial do Hugo e, de acordo com o delegado Fernando Oliveira Fernandes, do 13º Distrito Policial, que é responsável pelo bairro onde ocorreu o crime, as informações ainda não foram encaminhadas para a Polícia Civil.
G1

Homem encapuzado executa casal durante a madrugada na cidade de Itabaiana

Uma execução dupla aconteceu na madrugada desta quinta - feira(30),  na cidade de Itabaiana - PB, mais precisamente no Bairro Jucurí. As vítimas são um casal de 32 e 35 anos respectivamente.
Severina Maria da Silva e Rosemiro Francisco do Carmo foram alvejados por arma de fogo no interior da residencia onde moravam com 8 filhos, inclusive um deficiente visual.

Pelas informações levantadas junto a populares , o casal não tinha envolvimento com drogas. Uma filha do casal de 10 anos teria visto o momento que um homem desconhecido chegou encapuzado e e atirou contra o casal, que morreram enquanto estavam no quarto deitados.

A área está isolada e o GEMOL foi acionado para fazer a perícia. O delegado de policia civil de Itabaiana Hugo Helder também esteve no local e conversou com a família para iniciar os procedimentos de investigação.

ValeG1

Sessão da Câmara de Vereadores de Alagoa Grande foi bastante movimentada

Na noite desta quarta-feira (29/10/2014) foi realizada mais uma sessão ordinária da Câmara Municipal de Alagoa Grande, que contou com a presença de 8 vereadores, sendo eles: José Ribeiro Agra Filho - Deda Ribeiro (presidente), Genildo Marques da Silva (vice-presidente), Ronaldo Marques Lins, Luís Lucindo da Silva, Marcos Antonio dos Santos, Josildo de Oliveira Lima, José Fabiano Nascimento da Luz e Antonio Salustiano de Miranda. Os vereadores Ronaldo Marques e Fabiano Luz substituíram os também vereadores Marcelo de Canafístula e Gilberto Junior na composição da mesa diretora. Faltaram a sessãõ os vereadores Fabrício Fortunato, Gilberto Junior (1º secretário) e Marcelo de Canafístula (2º secretário), todas as faltas foram justificadas.

Foram apresentadas as seguintes matérias durante a sessão:

pelo vereador Josildo Oliveira: Indicação ao Prefeito Constitucional, solicitando faixa de pedestres no centro da cidade e a restauração dos abrigos de passageiros nas rodovias estaduais e estradas vicinais do nosso município apresentou também Moção de Congratulações ao governador Ricardo Coutinho, pela sua reeleição no último domingo (26 de outubro).

Pelo vereador Genildo Marques: Requerimento nº 107/2014, solicitando ao TRE cadeiras de rodas nas próximas eleições, para facilitar o acesso de eleitores com dificuldade de locomoção nas seções eleitorais da 9ª Zona, que abrange os municípios de Alagoa Grande e Juarez Távora.

ALAGOA GRANDE: Vereador Marcos de Zumbí Chama Colega de "Frouxo"

Vereador Marcos de Zumbi
     A sessão da Câmara de Vereadores de ontem a noite transcorria normal até o vereador Marcos de Zumbí ocupar a tribuna. Mais uma vez Marcos fez duras críticas ao seu colega vereador Fabrício Fortunato, que não se encontrava presente. Marcos pegou pesado mesmo, se referiu a Fabrício como vereador  "quebra quebra",  vereador “ Frouxo” e chegou ainda a levantar a tese de que não sabia em quem Fabrício havia votado para deputado federal, Wellington Roberto ou Marcondes Gadelha. Por último marcos também citou que Fabrício em pleno segundo turno da campanha, optou por viajar e não votou no candidato do seu bloco a governador Cássio Cunha Lima. 

Treze ex-prefeitos e ex-diretor da Emlur são condenados a prisão por improbidade

Os juízes que integram o grupo especial da Meta - 4 do Conselho Nacional de Justiça, atuando nos processos de ação de improbidade administrativa e crimes contra a administração pública, julgaram 68 processos, que resultaram na condenação de 24 ex-prefeitos, além do ex-diretor da Emlur, Alexandre Urquiza de Sá e os empresários Mauro Bezerra da Silva, Alexandre Mariz Maia, Alfredo Gomes Chacon Neto e Rosa Virginia de Araújo Moura, todos da Limpfort. Outros agentes públicos foram condenados.
O grupo especial de juízes e assessores julgou 68 (sessenta e oito ) processos que estão relacionados abaixo com a identificação dos réus, suas sanções e os que foram condenados, e também os que foram absolvidos.
Foram condenados os seguintes ex-prefeitos dos seguintes municípios: Abmael de Souza Lacerda (Dr. Verissinho), de Pombal; José Zito de Farias Andrade, de Nova Floresta; Sebastião Tavares de Oliveira, de Itabaiana; José Vivaldo Diniz, de Lastro;  Iracema Nelis de Araújo, de São José do Sabugi; Jarbas Correia Bezerra, de Livramento; Jeane Nazário dos Santos, de Caaporã; Robério Andrade de Vasconcelos, de Zabelê; José de Arimateia Anastácio Rodrigues de Lima, de Livramento; Temístocles de Almeida Ribeiro, de Conde; José Feliciano Filho, de Sapé; Maria Luiza do Nascimento Silva, de Sapé; e, José da Costa Maranhão, de Borborema.
Também foram condenados, Jaciel Vieira da Silva, ex-presidente da Câmara Municipal de Sertãozinho, mais 06 servidores públicos, e mais um oficial de justiça.
As penas envolvem aplicação de multa, perda de função pública, ressarcimento, suspensão dos direitos políticos e proibição de contratar com o Poder Público. Cada sentença analisa individualmente a situação de cada um dos acusados. No âmbito penal, há penas de reclusão e detenção.
PBHoje

Flamengo e Cruzeiro largam na frente nas semifinais da Copa do Brasil

A maioria apostava na largada positiva dos dois times mineiros, mas não foi bem assim. No Rio de Janeiro, com o apoio de sua torcida, o Flamengo fez 2 a 0 sobre o Atlético-MG, enquanto o Santos perdeu para o Cruzeiro, em Minas Gerais, mas por 1 a 0, uma vantagem que é possível ser revertida na volta no caldeirão da Vila Belmiro.

Estes dois jogos deram a largada, nesta quarta-feira à noite, das semifinais da Copa do Brasil. Os jogos de volta serão disputados na próxima quarta-feira. Quem venceu, começa em vantagem nesta disputa de 180 minutos, onde o gol fora é importante. Nesta rodada inicial nenhum visitante marcou.

MENGO NA FRENTE

Na volta, o Flamengo pode perder por 1 a 0 para chegar à final. Se levar 2 a 0, levará a definição da vaga para os pênaltis. E só perde a vaga se levar 3 a 0. Caso faça um gol, o Flamengo vai obrigar o Galo a marcar pelo menos três gols de diferença, tipo 4 a 1.

Aliás, por coincidência, nas quartas de final, o Galo perdeu para o Corinthians, por 2 a 0, no Itaquerão, e depois goleou o Corinthians, por 4 a 1, no Mineirão.

RAPOSA EM PERIGO

A vitória magra do Cruzeiro sobre o Peixe não o deixa tão confortável para o jogo de volta. Mas leva a vantagem do empate. Se perder por 1 a 0, a definição da vaga sairá na cobrança de pênaltis. Caso leve 2 a 0, então perderá a vaga para o time paulista.

Mas se marcar um gol, então o Cruzeiro vai obrigar o Santos a marcar dois gols de diferença, ou seja, vencer, por exemplo, por 3 a 1. Vão ser dois grandes jogos, com certeza.

Fonte: Da Redação com Futebol Interior

Mega-Sena acumula, e próximo prêmio pode pagar R$ 7 milhões

Nenhuma aposta acertou as seis dezenas do concurso 1648 da Mega-Sena, sorteado nesta quarta-feira. O próximo prêmio, a ser sorteado no sábado, pode pagar R$ 7 milhões.

Os números sorteados foram : 15 - 16 - 18 - 20 - 22 - 48.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, 98 apostas acertaram a quina, e cada uma vai levar R$ 17.711,66. Outras 5.545 apostas acertaram a quadra, e cada uma levará R$ 447,18.


Após ser chamado de "bicha" e levar tapa no rosto jovem mata homem a facadas

Célio José do Carmo, de 42 anos, foi morto a facadas na noite de segunda-feira (27) e o corpo dele foi encontrado ontem à noite (28), por volta das 23h, pela Polícia Militar (PM). O acusado pelo homicídio, Cláudio Conceição Salvador, de 22 anos, foi preso e confessou o crime, que aconteceu numa residência, na Rua Doutor Fauze Saueia, no Bairro Jardim Los Angeles, em Campo Grande (MS).
De acordo com informações do boletim de ocorrência, Célio trabalhava num terminal rodoviário e no bar de uma borracharia, localizado na Avenida Gury Marques, onde Cláudio também trabalhava. O acusado morava com a vítima há um tempo e os dois teriam discutido na segunda-feira.

Cláudio confessou à polícia que havia consumido droga na sala da residência, quando Célio chegou e disse que também queria usar entorpecente. O jovem afirmou que houve uma discussão entre os dois e Cláudio deu um tapa no rosto dele.

Na versão do autor, ele ameaçou a vítima de morte, porém Célio não se intimidou e o chamou de “bicha”, “bundão”, e que não teria coragem de matá-lo. Cláudio então pegou uma faca na cozinha e ameaçou novamente Célio, que tentou bater nele e foi surpreendido com um golpe "mata-leão" desferido pela vítima. O acusado levou Célio para o quarto, o imobilizou e desferiu cerca de cinco golpes de faca no pescoço do homem e, ao ver que Célio ainda respirava, colocou um pedaço de pano em sua boca. No entanto, a perícia constatou sete perfurações na nuca e uma no rosto da vítima.

Depois de constatar que o homem já estava morto, Cláudio tomou banho, assistiu televisão e foi dormir. Ele disse à polícia, que se levantou às 8h e caminhou até a saída de Cuiabá da Capital, parou numa borracharia e pediu para passar a noite ali.

O proprietário da bocharia acionou a Polícia Militar, depois que o acusado comentou que havia matado uma pessoa. Ele foi preso, confessou o crime e que a faca utilizada no homicídio foi deixada atrás do cesto de lixo do banheiro da residência. Questionado se teria algum envolvimento amoroso com a vítima, o autor negou e relatou somente que “não aceitava levar tapa na cara” e estava sob efeito de droga.

No bolso da vítima foram localizadas duas lâminas de cheques no valor de R$ 2 mil cada. Segundo o dono da borracharia, onde Célio trabalhava, os cheques são provenientes da venda de pneus do comércio.

Correio do Estado

.

.

.

.